fbpx

+55 11 3258-1706

Central de Atendimento

+55 11 96423-5137

Fale conosco no WhatsApp

Agende sua consulta

Agendamento online

Estenose vertebral

  • 26 de março de 2020

Estenose vertebral

Técnica inovadora para hérnias e outras doenças da coluna

O Canal Vertebral é uma espécie de tubo protetor, formado principalmente pelos ossos, mas também por ligamentos, discos e outras estruturas e que tem uma função principal – proteger as estruturas nervosas (a medula e os nervos) durante o seu trajeto na coluna vertebral.

A Estenose do Canal Vertebral é portanto, o estreitamento deste canal central, ocupado pela medula e nervos, que pode causar diversos sintomas, muitas vezes de início lento, mas podendo chegar a problemas graves como incapacidade para andar, dores limitantes, formigamentos, fraquezas e perda de coordenação motora.

Principais sintomas

Dor regional que pode ser no pescoço ou na região lombar,

Dor aos movimentos como caminhar ou ficar muito em pé, regional ou irradiada pra braços e pernas

Sensação de formigamento nos braços ou pernas, ou ainda no tronco e abdômen

Fraqueza dos braços ou pernas, com tropeços ou queda de objetos das mãos

Sensação de peso, ou cansaço, principalmente nas pernas, ao caminhar distâncias curtas, tendo que parar e sentar-se para alívio

Os sintomas podem iniciar-se lentamente e passar desapercebidos por anos, achando-se que são apenas mau jeito na coluna, ou dor devido ao posicionamento e esforços no dia-a-dia; mas a estenose do tipo degenerativa, causada por hérnias de disco, artrose ou instabilidade da coluna, tem uma tendência degenerativa – ou seja, de piora com o tempo – especialmente quando não identificada e tratada adequadamente.

Em casos mais graves, o estreitamento causado pela estenose pode chegar a ser tão importante que começa a machucar os nervos, causando danos irreversíveis e dores incapacitantes, como impossibilidade de permanecer em pé ou caminhar por algum tempo.

Ainda em alguns casos essa estenose pode estar associada a instabilidade, ou movimentos acima do normal, tanto na coluna cervical como na lombar, agravando ainda mais o quadro, e muitas vezes necessitando de tratamento cirúrgico.


Principais causas

A Estenose é sempre o resultado de uma compressão “de fora pra dentro” sendo suas principais causas:

Doenças degenerativas como hérnias discais, aumento de tamanho (hipertrofia) das articulações e ligamentos da coluna (facetas e ligamento amarelo),

Fraturas dos ossos da coluna (vértebras),

Tumores,

Instabilidade que por vezes a coluna pode desenvolver.

Qualquer uma dessas causas leva a uma redução dos espaço disponível para os nervos, o que normalmente gera sintomas discretos, e que vão piorando com o passar do tempo.

Tratamentos possíveis

Na maioria dos casos, pode-se obter uma melhora dos sintomas com o tratamento reabilitacional e com medicações somados a reeducação postural e fortalecimento da musculatura estabilizadora da coluna. Porém, em alguns casos de compressões maiores, ou casos que não melhorem com o tratamento, ou ainda casos de compressão em regiões mais perigosas (como a medula na região cervical); muitas vezes o médico indica o tratamento cirúrgico, visando a descompressão da medula e nervos, prevenindo assim pioras do quadro, que podem ser muitas vezes desastrosas e irreversíveis.