fbpx

+55 11 3258-1706

Central de Atendimento

+55 11 96423-5137

Fale conosco no WhatsApp

Agende sua consulta

Agendamento online

Coluna Cervical

  • 26 de março de 2020

Coluna Cervical

Inicia-se bem abaixo do crânio e é muito mais móvel do que as demais

A coluna cervical é composta pelas primeiras sete vértebras (C1 a C7). Os dois primeiros corpos vertebrais da coluna cervical são denominados de atlas e axis. O atlas é chamado assim devido ao mítico deus grego que suportou o peso do mundo nos seus ombros, porque esse é o corpo vertebral que suporta o peso da cabeça. Estas duas primeiras vértebras são responsáveis por 50% do movimento da coluna cervical.

Entre cada vértebra na coluna cervical existem os Discos Intervetebrais que atuam como amortecedores entra as vértebras, possibilitando também maior movimento entre os corpos vertebrais. Somando-se aos discos, existem os ligamentos e as facetas (nome das articulações na coluna), que permitem os movimentos sincronizados da coluna. Essas articulações são importantes porque, se entrarem num processo de artrose, podem tornar-se uma fonte de dor. Os músculos que envolvem os ossos da coluna são importantes para manter a postura e ajudam a coluna a carregar o peso criado por atividades normais e pelo trabalho. Fortificar esses músculos pode ser uma tarefa importante na fisioterapia e na reabilitação.

Vértebras

As vértebras suportam a maior parte do peso colocado sobre a coluna. Além do componente ósseo maior, que é o corpo vertebral, existem os pedículos e lâminas, que juntos formam o canal medular.
Há um processo transverso em cada um dos lados do arco onde alguns dos músculos da coluna aderem às vértebras. O processo espinhoso é a porção óssea do corpo vertebral que se projeta medial e posteriormente.

Disco Intervertebral

Os discos localizados entre cada vértebra agem como amortecedores de impacto e como focos de movimento. Eles funcionam absorvendo as cargas que passam pela coluna, enquanto permitem aos corpos vertebrais se movimentarem.

Facetas

As facetas conectam cada vértebra, com as vértebras imediatamente acima e abaixo. Existem duas facetas entre cada par de vértebras, uma de cada lado. Por serem as articulações da coluna, permitem aos corpos vertebrais um movimento entre si.

Forâmen Neural

É a abertura por onde as raízes saem da coluna e se dirigem ao resto do corpo. Existem dois forâmens neurais localizados entre cada par de vértebras, um de cada lado. O forâmen cria uma passagem de proteção para os nervos que levam sinais entre a medula espinhal e o resto do corpo.

Medula Espinhal e Raízes Nervosas

A medula espinhal se estende da base do cérebro até as primeiras vértebras lombares. Ela termina dividindo-se em nervos denominados de cauda equina. A dura mater é a membrana protetora que encobre a medula espinhal formando um saco semi-permeável ao redor da medula e dos nervos. A medula espinhal é envolta por um líquido, denominado líquido cefalorraquidiano (LCR). Eventuais danos causados às raízes ou à medula espinhal podem originar alguns sintomas como dor, formigamento, dormência e diminuição de força.